top of page
  • SEEB Juazeiro

IR continua desproporcional para brasileiros




Desde 1996, trabalhadores e aposentados pagam um percentual de IR (Imposto de Renda) desproporcional à reposição salarial anual, acumulando uma defasagem de 146%, prejudicando o aumento real da renda.

A tabela chegou a ser atualizada em 2015, no governo Dilma Rousseff, mas ainda assim, não houve reposição completa.

A previsão é que para 2023, a União arrecade cerca de R$ 320 bilhões com IR, mas R$ 190 bilhões seriam indevidos, se houvesse correção. Atualmente a isenção é para quem recebe até R$ 1.903,98 por mês, mas caso a tabela fosse corrigida integralmente para R$ 5.000, uma das promessas do governo Lula, o número de isentos passaria de um pouco mais de 7 para 24 milhões de pessoas.


Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page