top of page
  • SEEB Juazeiro

Reestruturações prejudicam funcionários do Santander



Há anos, o Santander tem implantado reestruturação com demissões, falta de contratação de funcionários, terceirizações de setores inteiros e automatização de funções. Além disso, o banco espanhol extinguiu o cargo de gerente de atendimento, o que resultou em sobrecarga dos gerentes de negócios e serviços, e ainda ampliou o horário de atendimento gerencial das 9h às 17h.

Os protestos desta terça-feira (26/07) realizados pelos sindicatos em todo o país contra os desmandos da empresa surtiu efeito. O Santander entrou em contato com a COE (Comissão de Organização dos Empregados) se comprometendo conversar presencialmente para tentar chegar a uma solução.

O movimento sindical aponta que a ampliação do horário deve afetar mais as agências periféricas que atendem a um volume maior de clientes. Em muitos casos, o funcionamento pode ir até depois das 17h pela demora para solucionar boa parte dos problemas.

Digitalização O Santander empurra a clientela para o atendimento digital e corta postos de trabalho que poderiam melhorar o atendimento. Em um ano, a carteira digital do banco cresceu 17% e houve alta de 8% de clientes tradicionais. A média de clientes por funcionário aumentou de 656 para 1.116, do primeiro trimestre de 2016 ao primeiro trimestre de 2022. Nos cinco anos, houve alta de 166% no número de clientes e redução de 2,1% no número de bancários. Fonte: Bancários Bahia

9 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page