• SEEB Juazeiro

Presidentes do BB e da Caixa podem ser afastados



Já passou da hora de dar um basta aos abusos cometidos pelo governo Bolsonaro. O uso político do Banco do Brasil e da Caixa custar o cargo dos presidentes Fausto Ribeiro (BB) e Pedro Guimarães (Caixa). O Ministério Público entrou com representação no TCU (Tribunal de Contas da União), solicitando o afastamento dos presidentes por uso político das instituições no caso do manifesto assinado pela Febraban.

Há duas semanas, a Federação Brasileira dos Bancos comunicou participação em nota pública sobre a defesa da harmonia entre os poderes, em recado claro aos ataques propagados por Jair Bolsonaro e aliados. Para chantagear, BB e Caixa ameaçaram deixar a Febraban. Depois voltaram atrás.

No documento, o subprocurador do Ministério Público, Lucas Furtado, destaca que Fausto Ribeiro e Pedro Guimarães deixaram claro que "o motor das decisões tomadas na condução das instituições que dirigem possui forte viés político, em afronta ao esperado zelo pelo interesse público e não do governo de plantão".

O Sindicato dos Bancários da Bahia lembra que os bancos públicos, essenciais para o país voltar a crescer, não podem ser dirigidos desta forma. Por isso, toda a denúncia deve ser investigada para que tudo seja esclarecido. O governo Bolsonaro não pode usar o patrimônio nacional ao seu bel prazer.


Fonte: Bancários Bahia.

2 visualizações

Busca

Outras Notícias