• SEEB Juazeiro

Poder de compra dos brasileiros despenca com Bolsonaro



O poder de compra dos brasileiros despencou durante o governo de Jair Bolsonaro. Em um ano, a média do reajuste foi quase 1% menor do que a alta acumulada no INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor).

Considerando o ano de 2020, o reajuste salarial médio foi de 4,3%, enquanto o INPC subiu 5,2%. A diferença parece pouca, mas, na prática, a queda do poder de compra é muito maior já que os produtos básicos tiveram os maiores aumentos.

Os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), mostram que com o salário mínimo fixado em R$ 1.100,00. os brasileiros gastam 56,97% do que recebem apenas com itens básicos de alimentação.

A situação piora ainda mais ao analisar o auxílio emergencial de R$ 250,00. Com o valor as milhões de famílias que dependem do benefício só conseguem comprar uma cesta básica a cada dois meses e meio.

Vale lembrar que em 2019, quando Bolsonaro assumiu a presidência do país, o preço da cesta básica era em torno de R$ 467,00. Agora, o valor disparou para R$ 626,76. A pandemia não é a principal responsável pela disparada dos preços. O aumento é resultado, sobretudo, da política ultraliberal, que tem piorado a vida dos brasileiros.


Fonte: Bancários Bahia.

4 visualizações

Busca

Outras Notícias