• SEEB Juazeiro

Na pandemia, lucro dos bancos passa de R$ 54 bi



Os cinco maiores bancos em atividade no país aumentam os lucros, mesmo com a pandemia, mas penalizam bancários e clientes com demissões e fechamento de agências. Enquanto a população é massacrada pela fome, com inflação nas alturas e com salários que não pagam uma cesta básica, o lucro do Itaú, Bradesco, Caixa, BB e Santander, juntos, alcançou R$ 54,64 bilhões apenas no primeiro semestre de 2021.

Além de terem sido agraciados com ajuda de mais de R$ 1 trilhão do governo Bolsonaro no ano passado, mesmo sem precisar, por conta da pandemia de Covid-19, os bancos economizaram R$ 300 milhões com despesas em decorrência do teletrabalho. Em 12 meses, as empresas engordaram os cofres, ao mesmo tempo em que reduziam custos com água, luz, gás, segurança, limpeza e conservação dos prédios.

De janeiro a junho de 2021, a lucratividade do Itaú (R$ 12,94 bilhões), Bradesco (R$ 12,8 bilhões), Caixa (R$ 10,8 bilhões), BB (R$ 10 bilhões) e Santander (R$ 8,1 bilhões) mostra que o Brasil é um paraíso. Mas, somente para o grande capital.

Vale destacar que BB, Bradesco, Itaú e Santander fecharam 1.647 agências físicas e demitiram mais de 15 mil em 2021. Na outra ponta, a população segue se endividando. Quase 75% das famílias brasileiras acumularam dívidas em setembro. Muitos recorrem ao cheque especial e aos empréstimos com juros exorbitantes. Mais dinheiro para os banqueiros.


Fonte: Bancários Bahia.

3 visualizações

Busca

Outras Notícias