• SEEB Juazeiro

MP 1052 é uma ameaça ao Banco do Nordeste



O governo Bolsonaro mira no extermínio das estatais. Com a Medida Provisória 1052, que prevê cortes na taxa de administração dos fundos constitucionais de desenvolvimento regional do Norte (FNO), Nordeste (FNE) e Centro-Oeste (FCO), a sustentabilidade financeira dos bancos de fomento regionais, como o BNB, é ameaçada.

O Banco do Nordeste atua no desenvolvimento da região há 69 anos e hoje é a maior instituição de fomento e financiamento regional da América Latina. Além disso, é uma empresa sólida, construída no governo Getúlio Vargas, e fundamental para o financiamento da infraestrutura e do microcrédito com fortes repercussões na economia da região Nordeste.

Os ataques de Jair Bolsonaro são direcionados a instituições financeiras essenciais para o país. Se a MP for aprovada nos termos do texto original, não haverá equilíbrio financeiro para manter o BNB e o Banco da Amazônia de pé.

O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, destaca que a medida abre caminho para a destruição desse patrimônio do povo brasileiro. "O BNB, por exemplo, é uma empresa sólida, rentável, eficiente e ainda dá lucro. Parte dos recursos retornam para o tesouro nacional então: ‘a quem interessa desmontar este patrimônio do povo brasileiro?’ Essa é a pergunta que nós precisamos fazer", enfatizou Vasconcelos.


Fonte: Bancários Bahia.

7 visualizações

Busca

Outras Notícias