top of page
  • SEEB Juazeiro

Mesmo com lucros altos, os bancos privados demitem e fecham agências




Os lucros dos três principais bancos privados em atuação no Brasil - Itaú, Bradesco e Santander - somaram juntos R$ 30,449 bilhões, no primeiro semestre deste ano. Mas, apesar dos ótimos resultados, continuam fechando agências e reduzindo o quadro de pessoal, prejudicando os principais responsáveis pelos seus lucros: clientes e bancários.

Maior banco privado do país, o Itaú obteve o lucro de R$ 17,2 bilhões no primeiro semestre, alta de 14,2% em relação ao mesmo período de 2022. No segundo trimestre do ano, o lucro líquido foi de R$ 8,742 bilhões, um crescimento de 13,84% em relação ao mesmo período do ano passado e de 3,63% na comparação com o primeiro trimestre deste ano.

Ao mesmo tempo, o Itaú reduziu 1.419 vagas de emprego no segundo trimestre de 2023. De acordo com o relatório do banco, essa diminuição se deve à reestruturação das áreas de TI e de atendimento e à redução de agências físicas. Em doze meses, foram fechadas 152 agências físicas no Brasil e abertas 78 agências digitais, totalizando 2.639 agências físicas e 427 agências digitais ao final de junho de 2023.

Bradesco

Já o Bradesco alcançou R$ 8,8 bilhões de lucro, queda de 36,5% em relação ao mesmo período de 2022. Na comparação trimestral, porém, o lucro do banco cresceu 5,6%, já que o lucro líquido recorrente no segundo trimestre foi de R$ 4,52 bilhões, frente a R$ 4,28 bilhões do período anterior.

Mesmo com o lucro expressivo, o banco encerrou o primeiro semestre com 85.284 empregados, número que representa o fechamento de 2.845 postos de trabalho em 12 meses, 928 no segundo trimestre. Em relação à estrutura física, foram fechadas 139 agências, 316 Postos de Atendimento Bancário (PABs) e 245 unidades de negócios em 12 meses.

Santander

Já o Santander apresentou R$ 4,45 bilhões, com queda de 45% em relação ao mesmo período de 2022. Por outro lado, o banco apresentou crescimento de 7,9% no segundo trimestre de 2023, período em que obteve lucro líquido recorrente de R$ 2,3 bilhões.

Nos doze meses, concluídos em junho, foram criados 3.122 postos de trabalho. Por outro lado, a base de clientes, em junho de 2023 totalizou 63,3, aumento de 7,2 milhões em relação ao mesmo mês de 2022.No período de um ano, a holding Santander fechou, no Brasil, 145 unidades de atendimento, sendo 102 agências e 43 PABs.

2 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page