• SEEB Juazeiro

Mais de 80% dos brasileiros cortam as despesas



A política ultraliberal imposta pelo governo Bolsonaro, faz os brasileiros viverem no aperto, literalmente. Com o custo de vida nas alturas e os salários com reajustes pífios, 83% das famílias foram obrigadas a cortar despesas em 2021. É o que aponta pesquisa da CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas).

Mesmo com os cortes, é preciso fazer um verdadeiro malabarismo para pagar as contas básicas. O levantamento revela que 59% redirecionam o dinheiro para o pagamento das despesas do dia a dia. Outros 35% pagam parte das contas em atraso e apenas 25% afirmam que reduziram os gastos para economizar.

Tem mais. Quatro em cada dez brasileiros avaliam que a condição financeira piorou. Para aguentar e conseguir sobreviver com a política ultraliberal de Bolsonaro, as famílias reduziram os gastos com lazer, como as refeições fora de casa. Também cortaram itens supérfluos de supermercado e só gastam o necessário com vestuários, calçados e acessórios.

A pesquisa mostra ainda que 92% dos brasileiros deixaram de realizar algum projeto em 2021. O desemprego é o vilão. Entre os 40% que declararam que a situação financeira está bem ruim, 35% vincularam a falta de oportunidade no mercado de trabalho. Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM