• SEEB Juazeiro

Luta pelo combate ao racismo no Brasil é essencial




Refletir sobre a importância de pôr fim no racismo que, infelizmente, ainda é visível no Brasil é urgente. No domingo, 20 de novembro, é o Dia Nacional da Consciência Negra, data criada para homenagear Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares, que foi morto nesta data em 1695 por um bandeirante a serviço da coroa portuguesa.

O relatório Desigualdades sociais por cor ou raça no Brasil, publicado recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), destacou que em 2021 os pretos eram 34,5% da população pobre, os pardos 38,4% e os brancos 18,6%. Quer dizer que, entre os 33 milhões que passam fome e os cerca de 120 milhões em insegurança alimentar, a maioria é de não brancos.

Para piorar, remuneração média de brancos é de R$ 19,00 por hora, enquanto a de pretos cai para R$ 10,90 e a de pardos, para R$ 11,30. A discriminação racial fica evidente também porque trabalhadores negros ocupam 29,5% dos cargos gerenciais e apenas 14,6% estão na faixa de renda mais elevada. Isto apesar de ser maioria no mercado de trabalho (53,8% do total).


Bancários Bahia

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM