top of page
  • SEEB Juazeiro

Lula confirma correção da tabela do imposto de renda




O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou na quinta-feira (16/2), que vai corrigir a tabela do imposto de renda, aumentando a faixa de isenção para R$ 2.640. Atualmente quem recebe acima de R$1.903,98 precisa pagar imposto.


De acordo com Lula, o objetivo é chegar à isenção para quem ganha até R$ 5 mil. "Vamos ir progredindo até chegar aos R$ 5 mil. Quando a gente vai discutir Imposto de Renda, a gente percebe que quem ganha R$ 6 mil paga mais proporcionalmente do que quem recebe mais", criticou o presidente.


O último reajuste da tabela foi em 2015, ainda no governo Dilma Rousseff. Michel Temer e Jair Bolsonaro não corrigiram a tabela do imposto de renda nos últimos 6 anos, o que leva a quem ganha um salário mínimo e meio a pagar imposto. Um absurdo sem tamanho.


A correção da tabela vai beneficiar trabalhadores de todas as faixas salariais, uma vez que a cobrança do imposto é progressiva. Com isso, haverá mais dinheiro para as famílias pagarem as contas e voltar a consumir outros itens, isso movimenta a economia e contribui também com o crescimento do país.


Salário mínimo

Lula confirmou também que o salário mínimo será reajustado para R$ 1320 a partir de 1º de maio. Atualmente o piso é de R$ 1302. O presidente acrescentou, ainda, que além do reajuste, a política de aumento salarial com ganhos reais acima da inflação será retomada.

“Já combinamos com movimentos sindicais, com Ministério do Trabalho, com o ministro Haddad, que vamos, em maio, reajustar para R$ 1.320 o valor do salário mínimo e estabelecer nova regra para o piso, levando em conta, além da reposição da inflação, o crescimento do PIB, porque é a forma mais justa de distribuir o crescimento da economia”, disse Lula.


FEEB BASE

1 visualização

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page