top of page
  • SEEB Juazeiro

Itaú diz que não vai demitir durante a vigência da CCT



Após manifestações e protestos sindicais, o Itaú se comprometeu em não demitir, além de estender o prazo para realocação dos trabalhadores até o fim da vigência da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), em 31 de agosto.

A suspensão das demissões foi confirmada pelo banco nesta segunda-feira (25/07). O tema foi debatido em reunião entre representantes da categoria e a Diretoria de RH do banco, na última sexta-feira (22/07).

Ficam fora do acordo, demissões por justa causa, recomendação do Ombudsman e da Inspetoria, além de casos de aposentadoria a pedido.

Vale lembrar que no dia 4 de julho, o Itaú anunciou a automação da Diretoria de Operações Centralizadas e da Diretoria de Negócios ItauCred Veículos, gerando inúmeras demissões. Foi dado o prazo de apenas 15 dias para a área de consignado e 60 dias para área de veículos realizarem a realocação dos funcionários. Neste período, o bancário teria que se candidatar a uma vaga e passar por processo seletivo e ser transferido apenas se houvesse vagas disponíveis.

A conquista é fruto de intensos protestos e manifestações. Os trabalhadores estiveram envolvidos no Dia Nacional de Luta contra demissões, fechamento de postos de trabalho e assédio moral e sexual no Itaú, que aconteceu no dia 14 de julho. (AJ) Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page