• SEEB Juazeiro

Governo vende ativos para inflar lucro da Caixa




O governo Bolsonaro tenta confundir o povo ao afirmar que a lucratividade obtida pela Caixa atualmente é maior do que nos governos Lula, ao invés de dar destaque ao papel social que a estatal desempenha em nome do desenvolvimento do Brasil. O presidente do banco, Pedro Guimarães, compara, de forma equivocada, os valores absolutos do lucro nominal sem usar os números do valor presente.

A instituição financeira faturou R$ 35,2 bilhões no governo Bolsonaro. No entanto, não divulga o que é feito para alcançar o resultado. As áreas mais lucrativas do banco público são vendidas e os resultados inflados.

Como consequência, a empresa não consegue mais operar. Muito menos cumprir a função de fomentar o desenvolvimento do país e executar os programas sociais do governo.

Em 2019, por exemplo, dos R$ 21 bilhões da lucratividade da Caixa, em torno de R$ 15 bilhões foram resultado de vendas de ativos, como as ações da Petrobrás, do IRB e do Banco Pan. No ano passado, aconteceu o mesmo. Dos R$ 13,2 bilhões do lucro líquido, R$ 5,9 bilhões saíram da Caixa Seguridade, por conta de novos acordos operacionais que resultaram na renovação e formalização de novos contratos.


Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias