• SEEB Juazeiro

Governo "socorre" a economia com dinheiro dos trabalhadores



Bem no meio de uma crise em ascensão, o governo Bolsonaro lançou um pacote de medidas que pode injetar R$ 150 bilhões na economia até o fim de 2022, justamente no período eleitoral.

Liberação de verbas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e um programa de microcrédito e ampliação de empréstimos consignados estão entre as iniciativas anunciadas.

Com o saldo nas contas do FGTS de cerca de 40 milhões de trabalhadores seriam injetados R$ 30 bilhões na economia. Já o 13° salário antecipado deve ser pago a cerca de 30,5 milhões, com incremento de R$ 56,7 bilhões. Ou seja, o governo usa o próprio recurso do trabalhador para liberar dinheiro.

Diante do poder de compra dos brasileiros sacrificado e o alto endividamento das famílias, os brasileiros não querem saber de onde o dinheiro vem. Mas, a verdade é que é do próprio trabalhador. Além do mais, dificilmente o pacote vai servir, de fato, para socorrer a economia. Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM