top of page
  • SEEB Juazeiro

Funcionários têm problemas com plano de saúde do Santander




Ao se aposentar, o funcionário do Bradesco perde o direito ao plano de saúde. Não faz sentido as pessoas que trabalham no banco, que é dono da seguradora Bradesco, não ter a assistência médica garantida na aposentadoria, ao contrário do que acontece nas empresas de outros setores.

Para o vice-presidente do Sindicato da Bahia e membro da COE (Comissão de Organização dos Empregados) Bradesco, Élder Perez, a atitude é descabida. “Não tem como explicar isso. Até do ponto de vista econômico. Muitos funcionários com condições de se aposentar continuam no banco só pelo plano”, afirmou. Para mostrar este quadro à direção da empresa, o SBBA fez pesquisa com os trabalhadores.

Na enquete, os funcionários foram perguntados se eles continuariam trabalhando no banco caso pudessem manter os planos de saúde e odontológico após a aposentadoria. De 772 empregados, 586 (76%) disseram que se aposentariam imediatamente, caso pudessem manter a assistência médica, e 186 bancários (24%) continuariam na ativa, mesmo se o plano fosse mantido após se aposentarem.

O resultado mostra a importância do plano na vida da categoria. Para Élder, a enquete constata a percepção das visitas às agências do Bradesco no dia a dia. O desejo dos funcionários de manter o plano após a aposentadoria. “Revela também que muita gente que poderia se aposentar continua trabalhando para não perder a assistência à saúde. É importante que o banco tenha um olhar mais atencioso para essa questão”.


Bancários Bahia

2 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page