• SEEB Juazeiro

Falta de planejamento causa longas filas na Caixa



Sem o mínimo de organização, o cenário visto nas agências da Caixa nos primeiros dias de pagamento do Auxilio Brasil é de completo caos. A população, sem informação adequada, e os empregados do banco, que tiveram que trabalhar dobrado para dar conta, são desrespeitados pela falta de planejamento da direção nacional do banco, que empurrou o novo benefício sem esclarecer pontos básicos aos beneficiários.

As imagens veiculadas na imprensa mostram cidades como Salvador, Goiânia, Belo Horizonte e Recife, com filas que dobravam quarteirões. Muitas pessoas queriam somente pegar informações.

Com o déficit de empregados de cerca de 20 mil, a Caixa não para de aumentar a carteira de clientes. De acordo com o balanço do terceiro trimestre de 2021, houve um crescimento de 6,6% do número de usuários para cada empregado. São 1.722 correntistas para cada bancário.

Segundo o balanço do terceiro trimestre, a Caixa contratou apenas 756 novos funcionários, quando a promessa do ex-presidente do banco, Pedro Guimarães, era de 10 mil.

Sindicatos de todo país reafirmam que desde o início do Auxílio Emergencial, foi solicitado uma campanha nacional de informação, além de um planejamento para o pagamento dos benefícios sociais. Porém, como a postura do governo e da direção do banco é somente de desrespeito a população e os funcionários, as cenas de desumanidade são repetidas. Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Busca

Outras Notícias