top of page
  • SEEB Juazeiro

Entenda a PLR do Bradesco




Desde que o pagamento da segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) foi efetuado, nesta segunda-feira (19), algumas fake news têm confundido os trabalhadores. A Comissão de Organização dos Empregados (COE) decidiu elucidar possíveis dúvidas.

Com base em três holerites de cargos diferentes – agente de negócios/caixa, gerente assistente e gerente administrativo -, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) calculou que a PLR creditada foi a regra básica mais o fator majorador de 8,8%.

Como durante muito tempo o Bradesco estava pagando a PLR cheia para a maioria do quadro de funcionários, muitos bancários esqueceram como se faz o cálculo da PLR.

Regra básica

Pela regra básica, o bancário recebe 90% do seu salário, mais um valor fixo de R$3.194,80, com teto individual de R$17.138,56. O valor total da regra básica tem como teto máximo 12,8% e mínimo 5% do lucro líquido. Se o valor total da regra básica for inferior a 5% do lucro líquido do banco, o valor individual deverá ser majorado até alcançar o limite de 2,2 salários do empregado ou 5% do lucro, o que ocorrer primeiro.

Como em 2023 o lucro do Bradesco foi 21,2% menor que o resultado de 2022, a PLR distribuída também foi menor. A parcela da PLR adicional que, se cheia, chegaria a R$6.634,44, foi de R$4.878,44, somadas as parcelas de setembro de 2023 e fevereiro de 2024.

“É normal e compreensivo o trabalhador que se esforça tanto no seu dia a dia ficar frustrado com o valor menor em comparação ao ano passado. O que não pode acontecer é a disseminação de mentiras. Com base nos números apresentados no balanço do banco e nos cálculos feitos pelo Dieese, os valores pagos como PLR não estão incorretos”, explicou Magaly Fagundes, coordenadora da COE do Bradesco.


Contraf

10 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page