top of page
  • SEEB Juazeiro

Enquanto demite, Itaú dá dinheiro a evento bilionário




Enquanto os 85 mil funcionários do Itaú sofrem com as metas abusivas, sobrecarga de trabalho, assédio moral e demissões, o banco renova o patrocínio do bilionário Torneio de tênis “Miami Open”, na Florida, nos Estados Unidos, até 2028. O valor do contrato não foi revelado, o que dá a entender que deve ser bem alto. A competição deste ano termina em 31 de março.


Nada contra, se a política de gestão da empresa fosse de valorização e reconhecimento dos trabalhadores. Mas, não é. No ano passado, o lucro do maior banco privado da América Latina chegou a R$ 35,6 bilhões, alta de 15,7% na comparação com 2022. No mesmo período foram demitidos 3.292 bancários, sendo 1.342 nos últimos três meses de 2023.


Para o mundo, o Itaú, como os outros bancos, se mostra uma empresa amistosa para se trabalhar. Mas, na realidade, adoece os empregados. Segundo o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), no setor bancário, mais de 42 mil profissionais entraram de licença por doenças relacionadas ao trabalho.


Bancários Bahia

6 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page