top of page
  • SEEB Juazeiro

Dia da Mulher: Luta por igualdade ainda é grande




O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quarta-feira (08/03), deve mostrar que apesar dos avanços, a população feminina ainda enfrenta desigualdade e barreiras em vários âmbitos na sociedade, principalmente no mercado de trabalho.

No Brasil, por exemplo, enfrentam a diferença salarial, a falta de oportunidades e outros desafios. No caso das trabalhadoras PCDs (Pessoas com Deficiência), a dificuldade é dupla: por ser mulher e possuir alguma deficiência.

Bancária desde 2009, Adriana Guerra, destaca que a condição física não interfere no desempenho das funções exercidas no trabalho. “Somos fortes, contribuímos com nossa expertise e nossa força, com a carga de experiência que temos no tocante: O ser humano é capaz de muito, independentemente da limitação física. Imagine uma mulher? Um ser que forma outro ser e tem tantas facetas com a leveza e doçura da feminilidade”. Em sua trajetória profissional, Guerra passou por bancos como o Unibanco, Itaú e Bradesco. Atualmente, exerce atividade gerencial na Caixa. “Estou feliz, acolhida e sendo respeitada por ser mulher, PCD e profissional”, finaliza a bancária.

Mas, Adriana é uma exceção no mercado de trabalho no Brasil. O país ainda tem muito o que avançar. Não à toa as mulheres são maioria (55,5%) entre os desempregados e enfrentam mais dificuldades de ascender profissionalmente. Por isso, vão continuar lutando para conquistar melhorias e direitos para todas.


Bancários Bahia

4 visualizações

댓글


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page