• SEEB Juazeiro

Cassi demora 45 dias para solucionar filas na telemedicina



Com 45 dias de espera, a direção da Cassi informou aos associados que aumentou o número de atendentes para reduzir a fila da telemedicina. Os usuários eram obrigados a esperar mais de 15 horas para serem atendimentos, mesmo diante do agravamento da pandemia de coronavírus.

O movimento sindical denuncia que o resultado da terceirização do atendimento é a diminuição da ESF (Estratégia Saúde da Família) da Caixa de Assistência. Para a Cassi, redução de custos, e para os associados, prejuízo. Os médicos terceirizados não têm acesso ao acompanhamento do histórico de doenças dos associados e das famílias e de pessoas com enfermidades crônicas. Agora, a prevenção de doenças foi precarizada.

No início da pandemia, a entidade apontava a sobrecarga do sistema como justificativa dos atrasos. Na verdade, o problema era a falta de boa vontade da gestão da Cassi de contratar mais pessoas. Até hoje, quase dois anos depois do início, não existe planejamento para atuar durante a crise sanitária. Fonte: Bancários Bahia

3 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM