• SEEB Juazeiro

Caixa corta empregados e as filas viram rotina




O atendimento na Caixa está um verdadeiro caos. Filas intermináveis têm se formado nas diversas agências de todo o país devido ao empréstimo do Auxílio Brasil e ao déficit de empregados. O resultado não podia ser outro: clientes passam horas para solucionar simples problemas e os trabalhadores estão sobrecarregados e doentes com o acúmulo de funções.

O déficit de pessoal no banco chega a 20 mil funcionários em todo o país. Se depender da atual gestão, o quadro vai seguir reduzido. O ritmo de contratações é muito lento e está longe de cobrir a demanda. O cenário é preocupante.

Com a pandemia, o número de clientes disparou e hoje são 148,4 milhões. Para se ter ideia, cada empregado é responsável por 1,7 mil clientes, em média. É humanamente impossível dar conta de tanta gente. A direção da empresa pode aliviar. Basta convocar os mais de 30 mil aprovados no concurso público de 2014. Mas, falta boa vontade.

A contratação dos aprovados, inclusive, é uma das bandeiras do Sindicato dos Bancários da Bahia. O assunto está constantemente na mesa de reunião com a Caixa e também em manifestações nas agências e até no Congresso Nacional. Somente com a ampliação imediata do número de empregados, bancários e clientes terão alívio no atendimento.


Bancários Bahia

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM