• SEEB Juazeiro

Brasileiro confia pouco nas pessoas, aponta estudo



O "velho jeitinho brasileiro" que, muitas vezes, tenta tirar vantagem de alguma coisa faz as pessoas confiarem menos umas nas outras. Tanto que os brasileiros e os latino-americanos confiam menos nas pessoas do que o restante do mundo, o que contribui para o baixo desenvolvimento econômico e social da região.

O estudo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) mostra que só 12% dos latino-americanos confiam na maioria das pessoas. No Brasil, a desconfiança é ainda maior, apenas 4,69% dos brasileiros acreditam uns nos outros.

O percentual está abaixo da média mundial (25%) e dos países ricos que integram a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), de 41%.

A pesquisa chegou à conclusão de que, quanto maior o descrédito, pior são as questões econômicas e sociais. Dessa forma, a desconfiança prejudica o apoio a reformas, trava a inovação e prejudica a redução de burocracia. Fonte: Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias