top of page
  • SEEB Juazeiro

Brasil é o terceiro pior país para se trabalhar



Os retrocessos impostos pelo ultraliberalismo do governo Bolsonaro acabam com o país. A pesquisa da Economy Informal mostra que o Brasil é o terceiro país no ranking de piores locais para se trabalhar.

O território nacional é apontado como perigoso, por conter muitos assassinatos, além de citar repressão a greves e enfraquecimento da negociação coletiva. A reforma trabalhista deu início ao processo de desvalorização do trabalho formal. Aprovada em 2017 com argumento de que geraria 6 milhões de empregos, a lei fragilizou as relações trabalhistas, ampliou a informalidade e a terceirização.

O cenário ficou ainda pior com o governo Bolsonaro. De acordo com a pesquisa, a situação ficou mais grave a situação com a Medida Provisória 927, liberada para conter a crise gerada pela pandemia. A MP permitiu que as empresas adotassem medidas para suprimir proteções trabalhistas, como suspensão do contrato de trabalho e redução salarial de 25%.

As mulheres ainda são as mais atingidas, principalmente as trabalhadoras mães. De acordo com pesquisas, as mulheres ocupam a maioria dos postos de trabalho precários e sempre em piores condições. Fonte: Bancários Bahia

1 visualização

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page