top of page
  • SEEB Juazeiro

Auxílio Brasil deixa milhões sem nada, inclusive comida




O novo programa do governo Bolsonaro, o Auxílio Brasil, é um completo desmonte na estrutura de programa social, criado a partir do Bolsa Família. Além de excluir milhões de famílias, o programa tem mês para terminar: dezembro de 2022, justamente no fim do governo Bolsonaro.

Para se ter ideia, somente 17 milhões de famílias devem receber o benefício. Quer dizer, 39 milhões de famílias que receberam até outubro a última parcela do auxilio emergencial ficarão sem nada para sobreviver.

Se por um lado direitos sociais são retirados, por outro, o país assiste ao setor financeiro sendo mais uma vez beneficiado. O Banco Central elevou a taxa em 1,50%, fixada em 7,75% ao ano. O índice eleva a dívida pública em R$ 31,8 bilhões ao ano. Valor destinado ao sistema financeiro.

Com a inflação em patamar recorde, puxada pelos reajustes consecutivos dos combustíveis e da energia elétrica, as cenas de fome e miséria se multiplicam pelo país totalmente desassistido. O Auxilio Brasil é apenas eleitoreiro, sem pensar no lado social de milhões de famílias desamparadas à margem da vulnerabilidade, enquanto o governo reafirma a postura ultraliberal, cruel e fascista. Fonte: Bancários Bahia

3 visualizações

Comentarios


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page