• Bancários Juazeiro

Governo quer fim da estabilidade dos servidores



Em mais um ataque aos direitos trabalhistas, o governo Bolsonaro quer apresentar uma proposta de reforma administrativa, que ameaça os servidores públicos federais, no intuito de diminuir o quadro e retirar a estabilidade.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já anunciou que está prevista a revisão de licenças e gratificações, avaliação de desempenho, fim da estabilidade para novos servidores e regras de transição para os atuais, além da criação de contratos temporários e aproximação de salários aos de trabalhadores do setor privado.

O problema é que a equipe econômica do governo desconhece a realidade salarial da maioria dos servidores. Os salários não são altos, a estabilidade protege de maus gestores e há déficit de pessoal, e não excesso. Sem contar que os servidores públicos são responsáveis pelo serviço prestado à população. Com a desculpa de “máquina inchada” e funcionários “privilegiados” o governo não combate a corrupção no sistema, mas quer onerar todos os trabalhadores que contribuem com país.

1 visualização

Busca

Outras Notícias