• Bancários Juazeiro

Cresce desigualdade de gênero nos bancos



Uma triste realidade que reforça que os bancos não têm responsabilidade social e não investem em igualdade de oportunidades. A desigualdade de gênero tem aumentado ao longo deste ano.

Em junho, as mulheres foram admitidas recebendo, em média, R$ 3.866,00, o que equivale a 69% do salário dos bancários recém-ingressos (R$ 5.574,00). As demitidas ganhavam R$ 6.472,00. Em média, 81% do salário médio dos desligados (R$ 8.022).

No semestre, as bancárias contratadas ganhavam, em média, 75% da remuneração dos homens na mesma condição. O valor delas era de R$ 3.967,00 contra R$ 5.279,00 deles.

Já as demitidas recebiam R$ 5.848,00 em média, 72% do que ganhavam, na média, os dispensados (R$ 8.118,00). Em todos os recortes, a diferença salarial existe.

1 visualização

Busca

Outras Notícias