• Bancários Juazeiro

Saúde psíquica dos universitários preocupa


Sinal de alerta ligado. A saúde psíquica dos estudantes das universidades federais preocupa. Estudo revela que 83,5% dos universitários disseram experimentar dificuldade emocional. A ansiedade é a mais comum. Seis em cada 10 tem o problema.

A pesquisa divulgada pela Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) traz dados como perfil familiar, renda, vulnerabilidade e aspectos gerais da vida do estudante. O corpo discente da rede federal de ensino superior é formado por 54,6% de mulheres. Mais de 50% têm de 20 a 24 anos, 78,1% se declara heterossexual e 51,2% é negra.

Conforme o levantamento, está acesa a luz vermelha da atenção à saúde mental entre os universitários brasileiros. Dos estudantes que responderam ao questionário, 13,7% procuraram atendimento psicológico há mais de um ano, enquanto que 9% afirmaram ter procurado acompanhamento especializado no último ano e 9,7% declararam estar sob cuidado psicológico.

A maioria dos universitários da rede federal (53,6%) recorre ao SUS em busca de atendimento médico, incluindo assistência preventiva e 35,6% utilizam planos de saúde.

Outro assunto abordado no levantamento é o comportamento alimentar. O tema é complexo, já que envolve determinantes externas, como a renda. Em média, os estudantes fazem 3,5 refeições ao longo do dia. Mas há os que fazem menos de três refeições. Entre os entrevistados, 12,5% fazem duas refeições diárias.

0 visualização

Busca

Outras Notícias