• Bancários Juazeiro

Inscritos no Mais Médicos não se apresentam


A saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos continua a produzir efeitos que prejudicam milhões de brasileiros, sobretudo os mais carentes. Há um dia do prazo cerca de 45% dos inscritos não se apresentaram para assumir as vagas - a imensa maioria no interior do país.

Na Bahia, 42% dos profissionais não compareceram até quarta-feira (12/12). Em números, das 853 vagas disponíveis, somente 491 foram preenchidas até o momento, o que quer dizer que milhões de pessoas podem ficar sem assistência à saúde básica.

O prazo para apresentar toda documentação termina nesta sexta-feira (14/12). Criado pela ex-presidente Dilma Rousseff, em 2013, o Mais Médicos ampliou a assistência à saúde básica, sobretudo no interior do país, carente de profissionais.

Ao todo, 8.400 médicos cubanos participavam do programa prestando atendimento de qualidade a cerca de 63 milhões de brasileiros. Não é a toa que em centenas de cidades os moradores prestaram muitas homenagens aos profissionais, inclusive com carreata e faixas de agradecimento. Sem eles, 2.824 cidades e 34 distritos indígenas foram afetadas.

0 visualização

Busca

Outras Notícias