• Bancários Juazeiro

Brasil tem 40 milhões de trabalhadores informais


Não é novidade que a precarização do trabalho está cada vez mais forte no Brasil. Atualmente, o país possui 40 milhões de trabalhadores sem carteira assinada. A informalidade atinge 45% das pessoas que trabalham. O governo não toma nenhuma medida para reverter os prejuízos apontados pelos dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, elaborada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

E só priora. Entre junho e setembro, o país registrou 92,6 milhões de ocupados, sendo que quase 43% ou 39,7 milhões de pessoas não tinham carteira assinada. Tudo somado aos empregados do setor privado e público sem registro, trabalhadores por conta própria sem CNPJ, domésticos sem carteira e quem trabalha em família.

Outro fator que preocupa é a estagnação do salário. Informações da Coordenação do Trabalho e Rendimento do IBGE mostram que, no terceiro trimestre, houve estabilidade na renda média real recebida pelos ocupados (R$ 2.222,00) e na massa salarial (R$ 200,7 bilhões). Este último consiste na soma dos rendimentos brutos recebidos em todos os trabalhados pelos ocupados.

0 visualização

Busca

Outras Notícias