• Bancários Juazeiro

Estatais brasileiras estão na mira do desmonte


As estatais brasileiras estão sob forte ataque. Segundo o site Infomoney, a equipe econômica do candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), planeja privatizar cerca de 150 instituições. De acordo com o jornal, a ideia dos liberais é utilizar ações Golden Share para acelerar o programa de desestatização.

Golden Share é um tipo de ação exclusiva que traz os mesmos direitos dos detentores das ações ordinárias e confere poder de veto para algumas decisões importantes nas empresas vendidas à iniciativa privada.

Ainda segundo a reportagem, Bolsonaro procura nomes de tendência liberal e privatista para formar o “time dos sonhos”, ao lado do guru econômico, Paulo Guedes. Um dos cogitados para a presidência do BNDES, por exemplo, é o banqueiro Eduardo Centola, sócio e copresidente do Banco Modal.

Um candidato que fala em vender 150 estatais não pode estar comprometido com o desenvolvimento econômico e social do país nem com a soberania nacional. O papel das instituições ultrapassa a questão monetária que pode ser arrecada com a venda.

Abrir mão de empresas fundamentais em setores estratégicos, sobretudo para o grande capital estrangeiro, significa entregar a trajetória de crescimento nas mãos de quem tem interesses completamente diferentes aos da sociedade brasileira.

0 visualização

Busca

Outras Notícias