• Bancários Juazeiro

Mercado sobe estimativa da inflação para 4,40%


Pela quarta vez seguida no ano, a estimativa da inflação subiu. Segundo pesquisa do Banco Central, divulgada ontem, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) deve ficar em 4,40%. A projeção na semana passada era de 4,30%.

A projeção da inflação permaneceu em 4,20% para 2019. Em 2020, a estimativa segue em 4% e, para 2021, passou de 3,97% para 3,95%.

Ainda, segundo a pesquisa do BC, a projeção do mercado financeiro ficou mais próxima do centro da meta deste ano, que é 4,5%. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

O Banco Central usa a taxa básica de juros, atualmente em 6,5% ao ano, como instrumento para alcançar a meta de inflação. De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no mesmo índice ao ano até o fim de 2018.

A expectativa para 2019 é de aumento da taxa básica, terminando o período em 8% ao ano. Já para o fim de 2020, a projeção é 8,38% ao ano, ante 8,19% previstos na semana passada, voltando a 8% ao ano no final de 2021.

O PIB (Produto Interno Bruto) também foi ajustado pelas instituições financeiras. O crescimento da soma de todos os bens e serviços produzidos no país foi de 1,35% para 1,34% em 2018 e foi mantida a estimativa em 2,5% nos próximos três anos.

0 visualização

Busca

Outras Notícias