• Bancários Juazeiro

Miséria sobe 33% no Brasil, aponta pesquisa


A miséria subiu 33% no Brasil. O país possui 6,3 milhões de novos pobres, mais do que a população do Paraguai. A análise do Estudo do Centro de Políticas Sociais da FGV-Social verificou exatamente a fase em que o país vivenciou toda a articulação do golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, o afastamento dela, a instalação do governo golpista e as medidas neoliberais (de 2014 ao segundo trimestre de 2018).

Até o segundo trimestre deste ano foi constatado aumento da pobreza e da desigualdade. Hoje, 23,3 milhões de pessoas vivem abaixo da linha de pobreza, com rendimentos abaixo de R$ 232,00 por mês. Ou seja, cerca de 11,2% da população.

Houve queda de renda individual do trabalho, não ficando restrita somente aos ocupados. A renda média caiu 3,44% entre 2015 e 2018 e os jovens foram mais atingidos (-20,1% entre 15 e 19 anos e -13,94% entre 20 e 24 anos).

No caso das pessoas com ensino médio incompleto, a queda foi de 11,65%. Entre os responsáveis dos domicílios (-10,38%) e regiões Norte (-6.08%) e Nordeste (-6.43%). Os dados são da nova PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).

0 visualização

Busca

Outras Notícias