• Bancários Juazeiro

Com crise, conseguir trabalho no país é sorte

Com o agravamento da crise econômica, resultado da política de austeridade, está difícil conseguir uma colocação no mercado de trabalho formal. Cansados, milhões de brasileiros desistem de procurar emprego, aponta o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

O número de desalentos - nome dado ao fenômeno pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) - chegou a 4,833 milhões no segundo trimestre deste ano. São 203 mil a mais do que nos três primeiros meses de 2018.

A pesquisa traz dados por região, gênero e escolaridade. O índice de pessoas que desistem de procurar trabalho é maior no Nordeste (59%), a maioria é mulher (54,3%) e quase 70% não são chefes de família.

Entre o nível de escolaridade, 50% não concluíram o ensino fundamental, 22,8% possuem ensino médio e 5,3% têm ensino superior completo.

Entre os homens, mostra o IPEA, o índice saiu de 44,1% para 45,3% entre o segundo trimestre de 2017 e o mesmo período deste ano. O estudo comparou o perfil da população em idade ativa.

2 visualizações

Busca

Outras Notícias