• Bancários Juazeiro

Reforma trabalhista inibe a busca por direitos

Após aprovação do texto neoliberal da reforma trabalhista, foi imposto sobre o trabalhador o medo de correr atrás dos direitos. No Brasil, houve uma redução de 40%, e na Bahia, 20%.


Os dados são do TRT5 (Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região. A redução se deve ao item que determina que o trabalhador arque com todas as despesas do processo caso perca, inclusive honorários advocatícios e possíveis pericias.


Tem mais, caso o juiz entenda que houve má fé do empregado, ele poderá ser multado e terá ainda de indenizar a empresa. Risco que antes não existia. A nova lei estabelece que quem perder a ação terá de pagar entre 5% e 15% do valor da sentença para os advogados da parte vencedora.


Em dezembro de 2017, a Bahia contava com 101 mil casos na primeira instância. Em maio deste ano, o número foi de 81 mil. A média de dias para que o trabalhador baiano consiga solucionar 1.092 dias, três anos. Já no Brasil é de 900 dias.

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM