• Bancários Juazeiro

Trabalhador teve perda salarial, aponta o Diap


A reforma trabalhista segue causando prejuízos aos brasileiros. Segundo o Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar), desde que a nova legislação entrou em vigor, cada trabalhador teve perda salarial de R$ 14,00, em média.

O levantamento ainda responsabiliza o Executivo e o Legislativo por colocarem em prática uma medida que só atende aos interesses das empresas, causando danos à sociedade e que não resolve a crise na economia nacional.

Os dados mostram. O país não retomou o crescimento. O desemprego também não caiu e segue em níveis elevados. Hoje quase 14 milhões de pessoas estão desempregadas do Brasil. Segundo o Diap, se o objetivo era dinamizar a economia e modernizar as relações de trabalho para se encarar novos desafios, o efeito não foi sentido pela população.

Pelo contrário. Na prática, a reforma trabalhista precarizou ainda mais as relações de trabalho. Até alguns veículos da grande mídia começam a reconhecer o erro.

Em reportagem do Valor Econômico, analistas afirmam que os contratos intermitentes, modalidade de trabalho criada com a nova lei, são um grande equívoco. Agora, muitas empresas se aproveitam para demitir o empregado formal, ou seja, com carteira assinada e todos os direitos assegurados, para contratar temporário, sem qualquer garantia.

0 visualização

Busca

Outras Notícias