• Bancários Juazeiro

Michel Temer quer privatizar a Eletrobras


Privatizar as empresas estatais é uma das prioridades da pauta econômica do governo. A Eletrobras está na mira do presidente Michel Temer, mas ainda há muita resistência entre os parlamentares, tanto do governo quanto da oposição. A proposta de privatização será encaminhada ao Congresso Nacional através de um projeto de lei. O texto está sendo finalizado pela Casa Civil.

Especialistas e segmentos populares que acompanham a discussão afirmam que a privatização da estatal afeta diretamente a segurança da Amazônia brasileira. Caso a Eletrobras seja repassada para o capital privado, o domínio do território pode ser comprometido.


A empresa é essencial para o país. Responsável pelo abastecimento de energia nos 44 pontos de instalações militares da fronteira amazônica e atuante em 700 municípios da Amazônia, além de chegar a mais de mil localidades.


Com passe livre de uma multinacional ou até a instalação de uma estatal de outro país, há o risco de evasão de capital biológico, de riquezas minerais. O patrimônio natural total da Amazônia é estimado em US$ 23 trilhões, incluindo recursos hídricos, minerais, biológicos, entre outros.


A privatização proposta por Temer ainda pode atingir os povos que vivem na região. Encabeçam a lista de prejuízos maior precarização do serviço, falta de atendimento a alguns povos de localidades mais distantes, o que poderia incentivar a intensa migração das comunidades para os grandes centros, ocasionando na fragilização das fronteiras.

0 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM