• SEEB Juazeiro

Trabalhador sem proteção adequada contra a Covid-19



O trabalhador de serviços essenciais não recebeu proteção adequada das empresas para se proteger contra a Covid-19. Além de não poder parar de trabalhar durante a pandemia, ficou exposto sem receber máscaras, álcool em gel e orientação sobre as formas de prevenção da doença.

Segundo o Dossiê Covid no Trabalho, a falta de máscaras de boa qualidade e em número suficiente, falta de álcool em gel 70% ou de água e sabão para limpar mãos, contato próximo com pessoas e ambientes com pouca ventilação estão entre os principais problemas.

Muitas empresas ainda ignoraram a gravidade da crise e deixaram de prestar orientação sobre prevenção. A maior parte dos trabalhadores que se contaminaram com a Covid-19 afirmou que ocorreu no ambiente de trabalho e tiveram negados os pedidos para registrar a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho).

Entre as domésticas, que fazem parte da categoria que sofreu diversos abusos na pandemia, 60% tiveram contato próximo com outras pessoas, sendo que 35% conviveram com alguém contaminado no trabalho. Entre as contaminadas, 94% não tiveram o reconhecimento da relação entre o trabalho presencial e a infecção pelo coronavírus.


Fonte: Bancários Bahia.

3 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM