• SEEB Juazeiro

Reforma trabalhista pode ser revogada. Esperança



Para seguir o mesmo caminho da Espanha, que revogou a reforma trabalhista, o povo brasileiro precisa arregaçar as mangas, principalmente neste ano. Ainda há esperança de acabar com os efeitos nocivos da nova lei. Basta eleger parlamentares comprometidos com a defesa do trabalhador.

Em pouco mais de quatro anos, a reforma trabalhista promovida pelo governo Temer e aprofundada por Bolsonaro não gerou os 2 milhões de empregos prometidos para os dois primeiros anos. No atual cenário, também não serão geradas as outras 6 milhões de vagas em até uma década.

A reforma, de 2017, alterou diversas normas da CLT e algumas da Lei 6.019/1974 sobre trabalho temporário e terceirização. Para revogá-la, o Congresso Nacional precisa aprovar uma outra lei que revogue as normas ou criar outras regras para o mesmo tema.

O presidente da República também pode editar uma medida provisória. Mas, a MP terá de ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias para não perder validade. Uma luz no fim do túnel. Fonte: Bancários Bahia

16 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM