• SEEB Juazeiro

Políticas para mulheres perdem investimento



Ser mulher no Brasil não é nada fácil. O governo Bolsonaro registrou o menor investimentos em programas de políticas para as mulheres desde o ano de 2015. No ano passado, foram utilizados apenas R$ 36,5 milhões dos R$ 124,3 milhões autorizados, aponta o Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos).

O nível foi o mais baixo dos últimos cinco anos. Para se ter ideia da gravidade, a Casa da Mulher Brasileira, apontada como uma das principais políticas na área, recebeu somente 2,6% das verbas liberadas para este ano. Dos R$ 25,5 milhões disponíveis, foram investidos R$ 672 mil.

Enquanto o atual governo não está nem aí para a população feminina, uma a cada quatro mulheres acima de 26 anos foi vítima de violência durante a pandemia de Covid-19, segundo pesquisa DataFolha. As mulheres também são as mais atingidas pelo desemprego.

1 visualização

Busca

Outras Notícias