• SEEB Juazeiro

Pedro Guimarães quadruplicou salário em 202




De forma irregular, o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, acumulou cargos em comissões internas e de empresas subsidiárias do banco em 2021, além de ter alcançado remuneração de R$ 230 mil. Na prática, o amigo de Jair Bolsonaro feriu a Lei das Estatais, de 2016, pois o acúmulo de remunerações por cargos em comissões é limitado a dois.

Guimarães era membro de 21 conselhos de administração de empresas ligadas ao banco no ano passado, permitindo que o salário saltasse de R$ 56 mil - base para um presidente da Caixa - para R$ 230 mil, em julho de 2021. Atuava como presidente dos conselhos de administração do Banco Pan, da Elo, da Caixa Cartões, da Caixa Seguridade e da Caixa Participações, além de ser membro de outros órgãos.

Segundo a Lei das Estatais em seu artigo 20, é proibida "a participação remunerada de membros da administração pública, direta ou indireta, em mais de 2 (dois) conselhos, de administração ou fiscal, de empresa pública, de sociedade de economia mista ou de suas subsidiárias". Fonte: Bancários Bahia

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM