• SEEB Juazeiro

Para Bolsonaro, mínimo de R$ 1.169,00 é suficiente



Sem pesar o que brasileiro precisa realmente para sobreviver, o governo Bolsonaro anunciou um aumento pífio na previsão para o salário mínimo no próximo ano. Pelo projeto da lei orçamentária de 2022, o valor será de R$ 1.169,00, apenas R$ 22,00 a mais do que os R$ 1.147,00 aprovados na Lei de Diretrizes Orçamentárias. O novo valor não repõe nem a inflação.

Atualmente, o piso salarial é de R$ 1.100,00 por mês e o trabalhador faz malabarismo para alimentar a família e pagar contas básicas. Quer dizer, enquanto o preço dos alimentos dispara, Jair Bolsonaro acha que R$ 69,00 a mais do que o atual mínimo é o suficiente para o povo sobreviver.

Para a se ter uma ideia, somente o combustível teve nove reajustes neste ano. A alta acumulada desde janeiro é de 27,5% e em 12 meses, 37%. Já a energia elétrica teve reajuste médio de 7%. A estimativa é de que a inflação passe dos 7% neste ano. Desse jeito, está difícil sobreviver. Dureza.


Fonte: Bancários Bahia.

1 visualização

Busca

Outras Notícias