• SEEB Juazeiro

Nos bancos, discriminação é maior com os negros



O sistema financeiro ainda é desigual. Por isso mesmo os bancários debatem e lutam por igualdade de oportunidades nos bancos durante a campanha salarial deste ano. A discriminação por questões raciais é uma realidade que precisa ser mudada.

De acordo com estudo da subseção Rede Bancários do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), feito com base em dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), os brancos são maioria (72,6%) no setor, somente 3,3% são pretos e 20,3% são pardos.

O preconceito também é sentido no bolso. Os cargos de liderança majoritariamente são ocupados por brancos (77,2%); 16,8% por pardos; e apenas 2,5% por negros. Quando se trata da remuneração, a situação se repete. Enquanto o salário médio de um bancário branco é de R$ 10,2 mil, o de uma bancária negra é de R$ 5,9 mil. Diferença gritante. Fonte: Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM