• SEEB Juazeiro

No Brasil, potencial do teletrabalho é muito baixo


Estudo do Ibre FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas) aponta que menos de um em cada cinco trabalhadores tem condições para trabalhar de casa no regime remoto. O potencial do teletrabalho no país é de 17,8% dos ocupados. Bem abaixo de países desenvolvidos. Poderia chegar a 25,5%, se todos os profissionais que podem trabalhar de casa tivessem uma infraestrutura mínima doméstica, com computador, internet e acesso contínuo a energia elétrica.

Para se ter uma ideia, nos EUA o potencial do teletrabalho é estimado em 37%. Em 2020, levantamento feito pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) apontava para um potencial de adoção do trabalho remoto em 22,7% das ocupações nacionais. No trimestre encerrado em julho, o número de pessoas ocupadas somou 89 milhões, o que significa que o potencial de trabalhadores em condições de trabalhar em casa seria 15,8 milhões de brasileiros.

O Ibre FGV mostrou que o potencial é maior em regiões mais desenvolvidas, como Sudeste (20,8%) e Sul (19,8%). Diferente das regiões de menor renda per capita, a exemplo do Norte (10,3%) e Nordeste (13%). A pesquisa ainda constatou que trabalhadores com vínculo formal e com mais anos de estudos possuem maior possibilidade de trabalho de casa, assim como as mulheres.


Fonte: Bancários Bahia.

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM