top of page
  • SEEB Juazeiro

Itaú adoece com metas abusivas




Em mais uma demonstração de desrespeito aos funcionários, o Itaú elevou ainda mais as metas, que já eram extremamente abusivas. A política perversa resulta no avanço do adoecimento da categoria. 


Para ter ideia da crueldade, até 2023, o funcionário precisava chegar a 80 pontos de engajamento, 1.950 pontos no item seguro e 250 mil no empréstimo para alcançar 100% do ICM. No início deste ano, a empresa achou pouco aumentou o engajamento para 114, seguro para 3.314 e 594 mil pontos para empréstimo. Só não mudou a meta da negociação. 


Entre 2012 a 2021, cerca de 42.150 bancários entraram de licença pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) por conta de doenças e acidentes relacionados ao trabalho. Sendo doenças físicas e mentais como depressão, ansiedade, síndrome de pânico e Burnout e até mesmo estresse. 

Além de explorar os trabalhadores, o banco, que obteve lucro de R$ R$ 26,217 bilhões de janeiro a setembro, também prejudica os clientes ao fechar agências. No mesmo período, 180 unidades foram desativadas e mais de mil funcionários demitidos. 


bancários bahia

5 visualizações

Comentários


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page