top of page
  • SEEB Juazeiro

Igualdade de gênero no Santander longe do ideal




O Santander tem divulgado publicidade na televisão e nas redes sociais apontando que as mulheres têm renda mensal 21% menor do que os homens, conforme dado da PNAD Contínua. Através da propaganda do Dia das Mães, o banco informa que dará desconto às clientes na mesma porcentagem em produtos bancários, a exemplo de seguro de vida, parcelamento de fatura e anuidade de cartões. Mas não comunica o período do desconto.


Levantamento da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) mostra que quase 80% das mulheres que são chefes de família estavam endividadas em fevereiro de 2023. Exatamente por isso a medida do Santander deveria ser direcionada a produtos mais críticos para esta parcela da sociedade, como juros do cartão de crédito. A modalidade, inclusive, é a com maior incidência de endividamento das mulheres.

O banco deveria estender a iniciativa para além da publicidade no mês das mães. Além disso, a peça publicitária sinaliza que há mais de 10 anos não há mais diferença salarial entre homens e mulheres dentro do Santander. Dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho e Emprego, aponta diferença salarial de gênero de 22,2% na categoria bancária. Discrepância que diminuiu nos últimos anos e pode não ser observada quando homens e mulheres exercem a mesma função, mas é totalmente diferente quando quesito é ascensão na carreira.


Prova disso é o último Relatório de Sustentabilidade emitido em 2022 pelo Santander. Em 2021, as bancárias ocupavam 61% dos cargos na área operacional e os homens 39%. Somente 25% dos cargos de diretoria eram ocupados por mulheres e 75% por homens.


O problema da desigualdade de gênero no banco precisa ser urgente debatido com o movimento sindical para que sejam esclarecidas as medidas tomadas pelo Santander para garantir mais acesso às mulheres na pirâmide hierárquica, dando condições de para a igualdade de oportunidades. Desta forma, as funcionárias poderão ascender na carreira na mesma proporção que os homens. O tema será discutido com o banco na mesa de negociação, prevista para ocorrer em 22 de maio.


Contraf

3 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page