• SEEB Juazeiro

Governo não está nem aí para quem passa fome




A fome voltou a assombrar milhões de brasileiros. Mas a situação se agravou com a pandemia do novo coronavírus. Atualmente, 125,6 milhões de pessoas ou 59,3% da população não comeram em quantidade e qualidade ideais.

Os dados são da pesquisa “Efeitos da pandemia na alimentação e na situação da segurança alimentar no Brasil”. Para piorar, o governo Bolsonaro age com total desprezo em relação ao contingente enorme de brasileiros em situação de vulnerabilidade social.

O levantamento evidencia o grau de insegurança alimentar ao qual milhões de cidadãos são submetidos, que inclui, a preocupação com que os alimentos acabassem antes que pudessem comprá-los ou recebê-los.

Já outra pesquisa, feita pela Rede Penssan (Rede Brasileira em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional) aponta que, 116,8 milhões de pessoas conviveram com algum grau de insegurança alimentar nos últimos três meses de 2020.

Enquanto isso, o governo Bolsonaro negligencia a própria Constituição, em que diz que todo cidadão tem direito à alimentação básica. Com a descontinuidade das políticas públicas voltadas para o combate à fome, milhões de brasileiros enfrentam a vulnerabilidade alimentar diariamente, com esperanças apenas de doações para sobreviverem.


Bancários Bahia

1 visualização

Busca

Outras Notícias