• SEEB Juazeiro

Eleição presidencial gera impactos na saúde




A eleição presidencial tem impacto na saúde da população. Psiquiatras indicam que a disputa polarizada, com discurso de ódio e estimulo à violência feitos pela extrema-direita, representa um risco não só a democracia, mas também a saúde mental.

Nos últimos meses, mais brasileiros relatavam cansaço e estresse, decorrentes da campanha eleitoral. Um quadro que pode resultar em transtorno de ansiedade e até depressão.

A vitória de Lula, que obteve 50,9% dos votos válidos contra 49,1% de Bolsonaro, foi a mais acirrada desde a redemocratização do país. Os médicos acreditam que o acirramento dos ânimos se deve em parte as redes sociais. Outra falha das pessoas é a noção de que os líderes são infalíveis, não podem errar ou voltar atrás, criando figuras de que autoridade são inflexíveis, refletindo no comportamento da sociedade.


Bancários Bahia

Para evitar esses males, especialistas apontam estratégias que ajudam a evitar uma piora da situação e a prevenir danos ao bem-estar, como a autoavaliação do comportamento, desligar das redes sociais e buscar uma avaliação com profissionais de saúde.

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM