• SEEB Juazeiro

Efeitos prolongados da covid afetam 43% das crianças



Os pais e responsáveis por crianças têm de ficar atentos, pois os efeitos prolongados da Covid-19 afetam 43% das crianças e adolescentes na faixa etária entre 8 e 18 anos. O alerta é de um estudo feito pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo.

A pesquisa aponta que entre as crianças que tiveram os efeitos prolongados os sitomas foram dor de cabeça, cansaço, dispneia, dificuldade de concentração, dores musculares e nas articulares, além de má qualidade de sono. A maioria dos jovens tem total recuperação em até quatro meses.

Mas, sintomas persistentes podem gerar dificuldades que afetam a qualidade de vida. Também aumentam o risco de diabetes e miocardite. Os efeitos agudos da Covid-19, mesmo raros, também preocupam.

A taxa de mortalidade brasileira pela SIM-P (Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica) está em 6%. Quatro vezes superior à registrada nos Estados Unidos. Os dados só reforçam a importância da vacinação, assim como de toda a população, para conseguir frear os sintomas mais graves da Covid e conter o avanço da doença no país. Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM