top of page
  • SEEB Juazeiro

Desmatamento cai no primeiro mês com Lula




Reflexo da pauta da defesa ambiental do governo Lula, a área agregada de desmatamento na Amazônia Legal foi de 167 quilômetros quadrados em janeiro, queda de 61% em relação ao registrado em janeiro do ano passado, quando chegou a 430 quilômetros.

De acordo com o Inpe (Instituto de Pesquisas Espaciais), esse acumulado de alertas é quarto menor da série histórica, que começou em 2015. Já no entre 2019 e 2022, durante o mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro, o cenário era outro. Muito diferente. O aumento do desmatamento e consequência da alta emissão de gases de efeito estufa causaram uma perda de R$ 1,02 trilhão.

Para mudar a situação, o atual governo do país já adotou as primeiras operações contra o desmatamento ilegal, como a força nacional que está ajudando a combater incêndios florestais e queimadas na região e apoiando as ações de fiscalização e repressão de crimes ambientais.

Vale lembrar que a Amazônia Legal possui uma área de 5 milhões de quilômetros quadrados, correspondente a 59% do território brasileiro, que é formada pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão.


Bancários Bahia

1 visualização

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page