top of page
  • SEEB Juazeiro

Daniella Marques também faz uso político da Caixa




A atual presidente da Caixa, Daniella Marques, segue a prática utilizada durante a gestão de Pedro Guimarães e usa o banco público como instrumento de campanha política para Jair Bolsonaro. Uma das ocasiões ocorreu durante o evento de divulgação dos números do programa Caixa Pra Elas.

Além de discordar do uso da Caixa para finalidade político-eleitoral, o movimento sindical é contra ao aumento de metas de vendas impostas aos empregados, mesmo defendendo produtos específicos para as mulheres. O banco duplicou a meta de vendas de produtos sem ter havido mudança na atual conjuntura do país para justificar a alta. A instituição financeira anunciou um incremento de 65% na venda de cartões.

É evidente que alguns produtos oferecidos atendem a necessidade do público. As mulheres têm taxas de crédito mais baixas e pausa nos pagamentos de prestações em caso de maternidade no Caixa Pra Elas. Só que as políticas estão sendo utilizadas para a realização de campanha eleitoral na tentativa de que as eleitoras diminuam a resistência de votar no presidente. Absurdo.

Recorrente Vale recordar que o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, demitido após escândalos de assédios sexual e moral terem repercussão nacional, tinha a pretensão de ser candidato a vice-presidente do país na chapa de Bolsonaro ou senador pelo Rio de Janeiro. Mas, foi denunciado por usar o banco para realizar campanha eleitoral antecipada e, inclusive, foi advertido pela Justiça.


Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page