• SEEB Juazeiro

Cresce a venda de pólvora após governo afrouxar lei



A violência tem crescido assustadoramente no Brasil e, se depender de Bolsonaro, não terá freio. Com maior facilidade no acesso às armas, dada pelo governo federal, houve um aumento no volume de pólvora comprada por colecionadores, atiradores desportivos e caçadores.

O grupo faz parte da base de apoio de Jair Bolsonaro que, por sua vez, assinou 323 decretos facilitando o comércio no Brasil. A estimativa é de que, em 2020, foram comercializadas 24 toneladas do material, um volume 46,5% maior do que em 2018 e mais de 100% quando comparado a 2019.

O governo Bolsonaro já declarou que pretende ainda estabelecer novas medidas para facilitar o acesso de armas e munições. Outro agravante da atitude nociva é a possibilidade de as fábricas caseiras criarem munição, que não será rastreada.

1 visualização

Busca

Outras Notícias